sábado, 3 de novembro de 2012

ALERTA MÁXIMO: A DITADURA "DA CULTURA DA MORTE" ESTÁ IMPLANTADA NO BRASIL


Sacerdote é condenado pela justiça , por chamar uma abortista.....de abortista!!

Um sacerdote católico é condenado pela justiça de Brasília por chamar de “abortista” uma antropóloga que promove o aborto legal. O caso vem repercutindo na mídia brasileira e no exterior. Transcrevemos a nota da agência ACI.

Um tribunal de Brasília abriu um perigoso e para alguns absurdo precedente contra os que defendem a vida no Brasil, ao condenar a um sacerdote a pagar uma multa por usar a palavra “abortista” para referir-se à antropóloga Débora Diniz Rodrigues, conhecida defensora do aborto e diretora do Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero.

Na semana passada, a 1º turma de recursos dos tribunais especiais do DF condenou ao presidente da Associação Pro-vida de Anápolis, Padre Luiz Carlos Lodi da Cruz, a pagar uma indenização de quatro mil e 200 reais por supostos danos morais contra Diniz.

Além disso, os juizes proibiram ao pe. Lodi utilizar a palavra “abortista” para qualificar a quem defende o aborto.

Ao conhecer a sentença, o consternado sacerdote não teve outro remédio a não ser perguntar qual “adjetivo utilizar então, para alguém que defende o aborto, pois certamente quem defende o divórcio não se ofende ao ser chamado divorcista, nem o partidário do comunismo por ser chamado comunista”.

Segundo o pe. Lodi, “faltou indicar aos magistrados qual é palavra aceita em nossa língua que tenha o mesmo significado sem ser ofensiva, para designar a quem é abertamente defensor do aborto”.

A sentença foi questionada por sua falta de sustentação lógica e jurídica. A corte de apelações desprezou um pedido de revisão e o único recurso possível para o sacerdote é o Supremo Tribunal Federal (STF).

Em um artigo recente, o pe. Lodi assinalou que a decisão judicial é histórica, pois é a primeira vez que um grupo de juízes condenam a uma entidade de beneficência, sem fins de lucro, a pagar uma quantidade capaz de levá-la à insolvência, ao mesmo tempo, é a primeira vez que uma decisão colegiada impõe silêncio aos que defendem a vida.
______________________________________________________

O Padre Lodi, é um grande defensor da vida e é presidente da Associação Pró-Vida de Anápolis    (http://www.providaanapolis.org.br/index1.htm).

03/11/2012
Hoje faz 5108 dias que o ex-Ministro José Serra assinou a Norma Técnica do Aborto em 9 de novembro de 1998.

Hoje faz 2880 dias que o ex-Ministro Humberto Costa divulgou mais uma Norma Técnica do Aborto em 15 de dezembro de 2004.

Hoje faz 2781 dias dias que o presidente Lula sancionou a Lei de Biossegurança, que permite a destruição de embriões humanos, em 24 de março de 2005.

Hoje faz 2620 dias dias que o Ministro Saraiva Felipe editou a portaria 1508, que oficializou a prática do aborto no SUS, em 1º de setembro de 2005.
______________________________________________________
O DIÁRIO DE UM FETO






2 comentários:

Marcos Ceifador disse...

Na verdade isso era esperado. Como muito bem foi explicado através dos números de dias que estamos desde as etapas iniciais que foram sistematicamente sendo instrumentalizado o aborto no Brasil; isso era esperado.

Desde o momento que o povo votou no PT isso era esperado. E isso só será e foi possível pela maioria que assim o quis.

Então o que esperar? Era isso que a maioria quer. Então está na hora da Justiça de DEUS agir, quando a dos homens e neles que foram lá colocados e por eles endossados; nada fazem, DEUS agirá.

O aborto é um dos pecados que brandam o céu, e o clamor nos inocentes não ficará ecoando por muito tempo.

DEUS agirá!

Anônimo disse...

Concordo em gênero, número e grau com o Marcos Ceifador. O povo escolheu. O povo desobedeceu o Senhor. Católicos que desconhecem a doutrina da Igreja. Católicos insubordinados. Protestantes ávidos por vantagens. E lideranças omissas e até cúmplices deste movimento que tem por objetivo destruir o cristianismo. Agora instituíram uma comissão da "verdade" que irá investigar as atuações das igrejas cristãs na época da ditadura. Que DEUS de fato venha ao nosso socorro. E que tenha misericórdia deste povo brasileiro !