segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Denúncia de um ex-militar dos EUA se concretizando


Há mais ou menos quatro anos atrás, um policial fardado reuniu diversas pessoas em um local público nos EUA e fez várias denúncias, inclusive explicando como serão classificadas as pessoas marcadas e levadas para os campos de concentração da FEMA.
Veja no vídeo:

Agora vemos vídeos no Youtube, onde aparecem etiquetas em caixas de correio em algumas casas dos EUA, etiquetas nas cores azul, vermelha e amarela. Isso é algum tipo de seleção?
Alguns moradores estão se mostrando surpresos com isso, e temem pelo que pode ocorrer. O Blog Libertar.in explica no vídeo abaixo: 

______________________________________________________

Mensagem de Maria ao Profeta Pedro II

20.02.2013 
(Rincão das Flores, RS)


Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa fé, assim diz as Escrituras, e assim continuo dizendo ao meu bom Deus, o Criador de todas as coisas.


Em tempo de guerra toda humanidade se preocupa, por não saber como será, se é devastador ou não. Por piedade de meu Santo Filho Jesus, não vai permitir que matem os filhos da luz, os escolhidos. Para esses nenhum mal pode acontecer, devido suas orações e a obediência que vêm mantendo na face da terra. O mais pesado castigo virá para o povo europeu. Sim, e é lá que começará a fome, sem ter saída. Esmagados serão milhões devido a fúria do diabo, ele é que está no comando, pior do que Hitler. Este devastador já tem tudo programado para que vários países fiquem limpos só para ele. Por isso, meu filhinho Pedro II, que o presidente dos Estados Unidos já mandou fazer milhões de caixões. A ordem começará por lá. A peste deste monstro é de não ter piedade de ninguém, que mata tudo, até as criancinhas. Essas serão as horas mais negras de toda história humana, por negligência desta cúpula que já planejaram tudo para que o de lá de Roma saísse para dar lugar a este, e será ele que irá comandar no mundo. Tudo isto deveria vir acontecer para depois meu Santo Filho Jesus vir se manifestar para tirar só o que lhe pertence, que são vocês, filhos amados, para que nenhum sofra. Este juiz que já está fazendo seu cálculo pensa que irá vencer o mundo inteiro, se esquecendo de que Deus é maior do que todos eles. Suas bombas não terão força suficiente para matar todos que ele vem planejando. Por isso a vós peço, meus filhinhos, continuem rezando, que é a melhor maneira de se livrar desse monstro. Ao lado de vocês estará meu Santo Filho Jesus e Eu sua Mãe, juntos estaremos para livrá-los deste castigo. Só não serão livres todos aqueles que por Jesus não foram assinalados, que já tem a marca da besta e por si mesmo vêm se condenando, mesmo até dentro da Igreja que Jesus passou a Pedro I, e agora está em tuas mãos, meu filhinho Pedro II.

Maria das Dores e Pedro II

Acesse: ceifadores
             Palavra Viva de Deus

domingo, 29 de setembro de 2013

Ó Cruz de Jesus Cristo, sê nosso auxílio



Logo após ser nomeado Papa da Igreja, assomava ao balcão da Praça São Pedro do Vaticano, o sucessor do Apóstolo Pedro e representante da única Igreja de Nosso Senhor JESUS CRISTO.


Ao observar as primeiras imagens de 13 de Março de 2013, nos surgiu a inquietude sobre o tipo de cruz ou crucifixo que levava sobre sua vestimenta completamente branca, com corrente de prata dourada.


Sua cruz de sempre, parte de seus símbolos, não fora trocada pelo fato de ser o novo pontífice, permaneceu com ele, desde o tempo em que era cardeal.




As primeiras imagens foram estas e a surpresa foi que não se via um Cristo crucificado.

    Vendo outras fotos de dias posteriores tampouco chegava a distinguir-se um relevo definido mas se acentuava a ausência de Cristo pregado na cruz. 

     Até que começou a aparecer esta outra foto tirada pelo fotógrafo presidencial no seu primeiro encontro como Papa eleito e a presidente argentina:







Então começou a confirmar-se esta aura diferente que transmitia aquele símbolo: um "Cristo" com seus braços cruzado. Ao buscar mais imagens apareceu o que se necessitava observar em detalhe:









Ao aproximar esta imagem observaram um "Cristo" diferente. Não estava com os braços estendidos e sim como se estivesse "morto" ou algo parecido com os faraós embalsamados do Egito.








*****


Muitas explicações circularam nas redes sociais:

É o Bom Pastor, com uma ovelha nos ombros;
É a cruz que sempre teve consigo, desde a época que era bispo;
É um deus egípcio; etc.


Muitos acharam um absurdo a imagem da cruz que Bergoglio leva no peito ser comparada a um deus egípcio. Aqui você poderá ver o porque dessa hipótese ter sido cogitada: A falsa paz mundial e a Igreja Católica.



Sendo uma coisa ou outra, "ficou no ar" pra muita gente.
Por que rejeitar o crucifixo papal?

Bom, o tempo passou e...

Mês de setembro 2015: Após chegar à cidade de Nova Iorque, penúltima parada na sua viagem aos Estados Unidos, o Papa Francisco pronunciou uma homilia na oração das Vésperas com os sacerdotes, religiosas e religiosos de Nova Iorque na Catedral de São Patrício e causou polêmica e indignação mais uma vez quando disse:

"A cruz mostra-nos uma maneira diferente de medir o sucesso: a nós cabe-nos semear, e Deus vê os frutos do nosso trabalho. E se, às vezes, os nossos esforços e o nosso trabalho parecem gorar-se e não dar fruto, estamos a trilhar a mesma via de Jesus Cristo; a sua vida, humanamente falando, acabou com um fracasso: o fracasso da cruz".

- Entre uma declaração e outra os católicos vão tirando suas conclusões - 

O Papa Félix III nos diz:
"Um erro que não se resista está aprovado. Uma verdade que não é defendida está suprimida". 
Nós temos a obrigação de resistir aos erro e temos de fazer tudo o que está ao nosso alcance para promover a verdade. ( Pe. Linus Clovis da Arquidiocese de Castries, Ilha de Santa Lúcia, Caribe em um Seminário de Líderes do Movimento Pró-Vida em Roma – 08 de Maio de 2015).


*****
Convidamos o leitor a conhecer as 


Mensagem recebida pelo Confidente Católico 
Bento da Conceição (Pedro II)
 Taquaras – Balneário Camboriú – Santa Catarina – Brasil Informações: (0xx47) 3169-1316


Sou a Luz que poderia fazer teus olhos enxergarem melhor


30/09/2015

Quando os teus olhos precisam de um colírio, tu usas, mas o que te dou, tu rejeitas, que é só para enxergar o que é Meu. Este colírio, são as lágrimas que Eu criei para que teus olhos se compadecessem de Mim. Quando Eu estava carregando Minha Cruz, vi muitas mulheres chorando, onde Eu disse: “Chorai por vós mesmas”, porque chegaria o momento que não suportariam: o Fim dos Tempos, e este já é o fim. Estás vendo que a própria natureza, ela está revoltada, porque, quando criei todas as coisas, por Mim foram abençoadas, mas elas precisam de cuidado, e não, destruir. Este mistério, são bem poucos que enxergam, como esta Mensagem tão clara e bem esclarecida, para ver se pelo menos acreditam um pouco mais em Mim. Mas as coisas deste mundo vêm roubando o que há de melhor, onde teus olhos só enxergam quase tudo o que não presta: ganância, inveja, ciúme, ódio, vingança e pena de morte. Tudo isto passa por tua cabeça, mas o que Eu ensinei, bem poucos vem olhando por este lado. Um livro, quando um escritor
lança só o que ele quer, este sim, a maior parte quer ter em sua biblioteca, mas o que é Meu, rejeitam, com medo de Mim. Pois é aí que te enganas. O Meu não ensina a roubar, nem matar e odiar. O Meu ensina a perdoar, amar, viver sem preconceito. Estes e outros são os Meus Mandamentos. Veja só como Sou: uma Luz que poderia fazer teus olhos enxergarem melhor, porém, em nada disso acreditas. Este que escreve, tem de Mim os maiores assuntos do dia, que Venho passando para ele, mas preferes ouvir a voz do mentiroso, Me desafiando, que a Minha luta foi um fracasso, onde acabei morrendo em uma cruz. Ele fala isto porque sabe que a Cruz que carreguei foi para o bem de muitos, e não de todos, por isso tem medo, onde sua alma, antes de ser, já está julgada, não por Mim, mas sim, o próprio diabo que vem matando, roubando, tirando a comida da boca dos pobres. Por isso, Meus filhos, continuem rezando sem pensar mais em nada, a não ser só em Mim e em Minha Santa Mãe e José, e todos os Anjos e Santos.

Jesus de Misericórdia e Pedro II

Atualizado 06/12/2015

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Um cego não pode guiar outro.



Em resposta a tantos SACRILÉGIOS

 cometidos contra JESUS na SANTA

 HÓSTIA.








Os sinos não tocam mais


Ombro a ombro com Pio IX encontra-se a personalidade imponente e categórica de São Pio X. Ambos os papas representam uma unidade de pensamento e ação como timoneiros da barca de Pedro ao proclamarem alto e bom som o princípio do absoluto sobre o relativismo religioso e moral.
Pio IX e Pio X

O bem moral deve prevalecer sobre todas as coisas porque o ser humano foi criado para Deus. Em sua encíclica “Sobre a Liberdade Humana”, Leão XIII ensina que a igreja Católica, única detentora da verdade, é também a única defensora da doutrina da liberdade como da simplicidade, espiritualidade e imortalidade da alma humana.

Com proteção da liberdade a Igreja tem salvado da ruína este grande bem do homem. Os seres irracionais obedecem a seus instintos e são impelidos para aquilo que lhes é útil, ou seja, a defesa e conservação da vida. O homem dotado de razão e vontade advindas de sua alma espiritual torna-se o senhor de seus atos.

Quanto aos bens naturais, compete a ele escolher o que lhe parece viável. Quanto à ordem moral, sua finalidade última é Deus. Portanto, o homem simples e espiritual procura a verdade e o bem moral. Depois da Revelação, a Igreja Católica é meio necessário para se salvar. O fiel deve fugir dos erros e das falsas religiões.

O sincretismo religioso foi condenado por vários papas antes do concílio Vaticano II. São Pio X condenou as associações interconfessionais ao afirmar que a verdadeira civilização só se dá com a religião verdadeira. O que não for isso serão aberrações sociais como socialismo, comunismo, nazismo e ditaduras islâmicas.

Surpreendem algumas declarações eclesiásticas ao propor convívio amistoso com as demais religiões, respeito mútuo à religião do outro, aos seus ensinamentos, símbolos e valores, chegando mesmo a pregar respeito especial para com seus chefes religiosos e seus lugares de culto.

Os inovadores costumam apelar para o sentimento quando ressaltam os ataques recíprocos, pois são fontes de consternação e de muita dor! Mas com tal procedimento renuncia-se à polêmica, à noção de bem e de mal, além do princípio de que existe tão-só uma religião verdadeira instituída por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Em nome de uma inovação eles vão afastando as pessoas da verdadeira religião e matando a fé nas almas, à semelhança de um processo de autodestruição do monolítico edifício multissecular da Igreja Católica. Infelizmente assistimos a uma conduta paradoxal, a destruição daquilo que deveriam conservar e defender.

Matéria já antiga, mas elucidativa, soa como advertência a muitos inovadores. Em palestra aos bispos em 1977, o publicitário Alex Periscinotto chamou-lhes a atenção para a pastoral moderna. Enquanto aconselham os fieis a respeitar os símbolos pagãos ou heréticos, põem fora os símbolos e costumes católicos.


Igreja Nossa Senhora das Dores, Paraty, RJ [Foto PRC]
Igreja Nossa Senhora das Dores, Paraty, RJ [Foto PRC]
E ilustra: os sinos nas torres das igrejas não tocam mais; os véus para as senhoras foram abolidos; as confissões auriculares no confessionário foram eliminadas; faltam as torres altaneiras nas igrejas com a cruz em cima e arquitetura sacral dos edifícios; as solenidades e cerimônias litúrgicas foram vulgarizadas, como são as missas modernas; o uso de instrumentos musicais profanos na liturgia substituindo as harmonias sacrais do órgão.

O publicitário ainda lembrou aos bispos o desuso da batina por parte dos religiosos, e de tantos outros costumes que marcavam a presença da Igreja. Vale lembrar ainda a dificuldade imposta para o atendimento aos fieis, como a preparação para casamento e batismo, o que tem afastado muita gente da prática religiosa.


Diante disto, tem-se notado uma reação sadia por parte de clérigos e até mesmo de muitos fieis desejosos de retomar aos costumes tradicionais. São reações sadias como estas que confirmam a promessa de Nosso Senhor Jesus Cristo de que as portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja.

Por Pe. David Francisquini em IPCO


Veja também:


Sacrilégio! Nosso Senhor ultrajado e escarnecido outra vez!

No Blog fratresinunum, a notícia com o título "Cerco de Jericó em Anhumas, SP: Não sobra pedra sobre pedra da Fé Católica", é com certeza, uma das mais tristes dos nossos tempos. A que ponto chegaram os ultrajes e aberrações contra Nosso Senhor Jesus Cristo. E mais triste ainda: dentro da própria Igreja.
Cerco de Jericó na Paróquia Santa Luzia, 
em Anhumas, diocese de Presidente Prudente, SP:

Segundo o "Fratres in unum", o vídeo original foi retirado do ar, mas uma cópia do momento sacrílego já havia sido feita e a direção da Renovação Carismática Católica de Presidente Prudente solicita, por meio de seu coordenador, que seja informado o seu distanciamento e repúdio ao ato perpetrado no vídeo acima.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Jornal espanhol "El País" publica artigo sobre declaração do papa Francisco à revista La Civiltà Cattolica


O Papa Francisco contempla entre suas reformas a nomeação de uma mulher para cardeal

ihu - Não se trata de uma brincadeira. É algo que está passando pela cabeça do Papa Francisco: nomear uma mulher para cardeal. Quem o conhece, dentro e fora da Companhia, desde antes de chegar à cátedra de Pedro, garante que o primeiro papa jesuíta da Igreja está chamado a surpreender cada dia não apenas com suas palavras, mas também, e sobretudo, com seus gestos. Está fazendo isso nos primeiros seis meses de pontificado.
A reportagem é de Juan Arias e publicada no jornal espanhol El País, 22-09-2013. A tradução é de André Langer.


Quem pensa que Francisco, com sua simplicidade de pároco de província, sua linguagem coloquial e seu sorriso sempre nos lábios é um simples ou um ingênuo, engana-se. Este Papa, que não parece Papa, chegou aRoma da periferia da Igreja com um programa bem concreto: mudar não apenas o aparelho enferrujado da maquinaria eclesial, mas também ressuscitar o cristianismo das origens.



O simbolismo de seus gestos começou desde que apareceu na sacada da Basílica de São Pedro, vestido de branco, dizendo-se “bispo” e pedindo às pessoas que estavam na Praça para que o abençoassem. Não perdeu, desde então, um minuto para semear gestos inesperados em seus primeiros meses de pontificado, para espanto de muitos, dentro e fora da Igreja.


E vai continuar nesta trilha. Por exemplo, com esse plano de nomear uma mulher para cardeal. Ele sabe que a questão feminina dentro da Igreja está sem ser resolvida e que não pode esperar. Deixou isso claro com duas frases lapidares em sua última entrevista à revista La Civiltà Cattolica: “A Igreja não pode ser ela mesma sem a mulher”. Não é apenas uma afirmação. É uma acusação. A frase pode ser lida também da seguinte maneira: “A Igreja ainda não está completa porque nela falta a mulher”.

Francisco considera que resolver a questão da mulher dentro da Igreja já é algo impostergável.

Como introduzir na Igreja essa peça essencial, sem a qual a Igreja “não pode ser ela mesma”? Disse-o na mesma entrevista: “Necessitamos de uma teologia profunda da mulher”.

E essa teologia, dá a entender o papa, não pode ser construída no laboratório do Vaticano, apadrinhada pelo poder. Ela está sendo construída pelas mulheres dentro da Igreja: “A mulher está formulando construções profundas que devemos enfrentar”, disse.


Francisco quer resolver esse problema durante o seu pontificado porque está convencido de que a Igreja de hoje está manca e coxa sem a mulher no lugar que lhe corresponderia, que seria nada mais nada menos que aquele que já teve nos inícios do cristianismo, onde exerceu um enorme protagonismo. Pelo menos até que Paulo cunhou sua teologia da cruz e hierarquizou e masculinizou a Igreja.


O papa sabe que para fazer a revolução que tem em mente necessita “ouvir” a Igreja, não apenas a de cima, mas também a de baixo, onde estão sendo realizadas, por parte da mulher, as “construções profundas”.

Pode haver cardeais que não sejam sacerdotes, basta que sejam diáconos.

Ele mesmo poderia, no entanto, abrir caminho com alguns gestos que obrigariam a colocar com urgência o tema da mulher sobre o tapete ou, se preferir, sobre “o altar”. E um destes gestos seria nomear uma mulher cardeal.Impossível? Não. Hoje, segundo o direito canônico, pode haver cardeais que não sejam sacerdotes, basta que sejam diáconos.


Mas o fato é que a mulher, alguém poderia objetar, atualmente, ainda não pode ser diaconisa, como foi há 800 anos e, sobretudo, nas primeiras comunidades cristãs. Pois essa é também uma das reformas queFrancisco tem em mente. Não se trata de nenhum dogma. A mulher poderia ser admitida ao diaconato amanhã mesmo.


Como escreveu Phyllis Zagano, da Universidade de Loyola de Chicago, a maior especialista da Igreja neste tema, “o diaconato feminino não é uma ideia para o futuro. É um tema do presente, para hoje”. E conta que havia abordado o tema com o cardeal Ratzinger, antes de ser papa, e que lhe respondeu: “É algo em estudo”. No pontificado de Bento XVI não se realizou, mas o Papa Francisco poderia acelerar o processo. Atualmente, aIgreja Apostólica Armênia e a Ortodoxa Grega, ambas unidas a Roma, contam com diaconisas.


Chegada a mulher ao diaconato, já é possível, sem mudar o atual Direito Canônico, fazer uma mulher cardeal com o título de diaconisa. Mais ainda, bastaria mudar a atual lei para permitir que um leigo, e, portanto, uma mulher, possa ser eleita cardeal, já que houve pelo menos dois casos na Igreja em que leigos foram nomeados cardeais: o Duque de Lerma, em 1618, e Teodolfo Mertel, em 1858.

O cardenalato não implica consagração presbiteral nem episcopal; é um cargo de conselheiro do Papa.

O cardenalato não supõe a consagração presbiteral nem episcopal. Os cardeais são conselheiros do Papa e sua função principal é escolher o novo sucessor de Pedro. Há algum inconveniente em que uma mulher possa dar seu voto no silêncio do conclave? Seu voto valeria menos que o de um varão? 

Um jesuíta me dizia: “Conhecendo este papa, não teria medo para fazer uma mulher cardeal e até lhe encantaria ser ele o primeiro papa a permitir que a mulher pudesse participar da eleição de um novo papa”.

Quando Francisco, em sua longa entrevista, insiste em que não quer fazer as mudanças precipitadamente e que prefere antes “ouvir” a Igreja, é porque tem essas mudanças, algumas surpreendentes, em mente, talvez bem enumeradas. Quer apresentá-las com o aval não apenas da hierarquia, mas do povo de Deus.

Com este Papa, como diria Federico Fellini, “La nave va”. Com Francisco, os pilares da Igreja começam a se mover. E muitos começam a tremer. De medo. Dentro, não fora da Igreja. Fora começam a ressoar antes as notas de estupor e até de incredulidade. “Com este papa quase me dá vontade de me tornar católica”, escreveu no sábado uma leitora neste jornal.

Algo se move, e talvez irreversivelmente na Igreja, exatamente no momento em que no mundo laico e político, no campo da modernidade, os relógios parecem ter parado todos ao mesmo tempo.


Fonte: jbpsverdade
***

Atualização 03/10/2013: Vaticano desmente a notícia. 

“Não se pode ter El País como uma fonte do Vaticano“, assinalou o porta-voz da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi. (Fonte: O povo)
Porta-Voz do Vaticano, Pe. Federico Lombardi.
Porta-Voz do Vaticano, Pe. Federico Lombardi
______________________________________________________

Vamos aguardar!

______________________________________________________

Juramento papal - (Papa Santo Agatão, ano 678 d.C.)


"EU PROMETO não diminuir ou mudar nada daquilo que encontrei conservado pelos meus probatíssimos antecessores e de não admitir qualquer novidade, mas de conservar e de venerar com fervor, como seu verdadeiro discípulo e sucessor, com todas as minhas forças e com todo empenho, tudo aquilo que me foi transmitido. (...) Portanto , nós submetemos ao rigoroso interdito do anátema , se porventura qualquer um, ou nós mesmos, ou um outro, tiver a presunção de introduzir qualquer novidade em oposição à Tradição Evangélica, ou à integridade da Fé e da Religião, tentando mudar qualquer coisa concernente à integridade da nossa Fé, ou consentindo a quem quer que seja que pretendesse fazê-lo com ardil sacrílego."

***



"Os homens vão se render ao espírito dos tempos. Eles vão dizer que, se tivesse vivido em nossos dias, a fé seria simples e fácil. Mas no momento em que dizer que as coisas são complexas, que a Igreja deve ser atualizada e relevante para os problemas da época. Quando a Igreja e o mundo estiverem em uma união, esses dias passaram. " (San Antonio Abad)
sanantonioabad

"Sem brincadeira: será que o papa é católico?"

O bispo de Roma resolve balançar a Igreja

Jerome R. Corsi


NOVA YORK, EUA — “Será que o papa é católico?” eis o sarcasmo que a maioria dos fiéis católicos nunca iria perguntar; pelo menos não seriamente.
Mas com uma série de recentes pronunciamentos e decisões que atacam a tradição papal, o Papa Francisco deixou muitos católicos se perguntando se a Igreja Católica irá sobreviver a este papado.


Nos últimos dias, a mídia se ateve a uma declaração que parece sugerir que os descrentes (ou mesmo os não católicos, ou até ateístas) podem ganhar a salvação e ser admitidos no céu, enquanto seu recém-nomeado secretário de estado, a segunda posição mais importante no Vaticano, sugeriu que eles estão prontos para repensar o celibato e o clero, sugerindo que padres e freiras poderão ter permissão de se casar.
Agora, o fiel católico se pergunta, “Será que a Igreja Católica irá sobreviver ao papado de Francisco?”

O homossexualismo é pecado?

O choque ao pensamento tradicional católico começou quando o Papa Francisco decidiu voltar ao avião e conceder uma entrevista aos repórteres no voo de volta do Brasil para casa em sua primeira viagem internacional como papa.
Em vez de dizer que o homossexualismo é um “mal moral intrínseco”, o Papa Francisco respondeu à pergunta de um repórter, “Se alguém é gay e procura o Senhor de boa vontade, quem seu ou para julgar?”

Ateus podem ser salvos?

Então, em 11 de setembro, em uma carta publicada na primeira página de um jornal de Roma, o La Repubblica, o Papa Francisco respondeu à pergunta do fundador do jornal e editor de longa data, Eugenio Scalfari, de 89 anos, que perguntou se Deus iria perdoar uma pessoa sem fé por um pecado cometido.
Sua resposta saiu nas manchetes de todo o mundo, concluindo que o Papa abriu as portas para a salvação para os que não acreditam em Deus.
Escreveu o papa: “E assim chego às três perguntas que me coloca no artigo de 7 de agosto. Parece-me que, nas duas primeiras, aquilo que lhe está no coração é entender a atitude da Igreja com quem não partilha a fé em Jesus. Antes de mais nada, pergunta-me se o Deus dos cristãos perdoa a quem não acredita nem procura acreditar. Admitido como dado fundamental que a misericórdia de Deus não tem limites quando alguém se dirige a Ele com coração sincero e contrito, para quem não crê em Deus a questão está em obedecer à própria consciência: acontece o pecado, mesmo para aqueles que não têm fé, quando se vai contra a consciência. De fato, ouvir e obedecer a esta significa decidir-se diante do que é percebido como bem ou como mal; e é sobre esta decisão que se joga a bondade ou a maldade das nossas acções.”

Devem os judeus aceitar Jesus?

Na mesma carta, o Papa Francisco se dirigiu aos judeus, continuando um tema que o tornou famoso na Argentina desde o ataque a bomba a um centro judeu em Buenos Aires em 1994, matando 85 pessoas e deixando centenas feridas.
O Papa destaca que o povo judeu é a “raiz” de onde germinou Jesus.
“Na amizade que cultivei durante todos esses anos com os irmãos judeus, na Argentina, também eu muitas vezes questionei a Deus na oração, especialmente quando a mente se detinha na recordação da experiência terrível do Holocausto.” “O que lhe posso dizer — com palavras do apóstolo Paulo — é que nunca esmoreceu a fidelidade de Deus à aliança estabelecida com Israel e que, através das terríveis provações destes séculos, os judeus conservaram a sua fé em Deus.”
Na ocasião do Rosh Hashaná (ano novo judaico), o papa desejou aos judeus um feliz ano novo e encorajou um diálogo aberto em questões de fé.
Ainda assim, Giulio Meotti, um jornalista italiano, ao escrever um editorial ao Israeli National News, não ficou satisfeito.
“Mas conforme mostra essa nova carta, um dos graves perigos no diálogo do Vaticano com o judaísmo é a tentativa da Igreja de dividir os judeus ‘bons’ e dóceis da Diáspora e os judeus ‘maus’ e arrogantes de Israel”, escreve Meotti. “O Papa Francisco nunca se dirigiu aos israelenses nas suas mensagens, nem defendeu abertamente o Estado Judeu desde que foi eleito pelo Colégio dos Cardeais. Parece que não há espaço para os sionistas fiéis e obstinados no sorriso leniente do Papa. Em seus discursos, as aspirações nacionais judaicas são ignoradas, e até mesmo não denegridas”.
Meotti fez referência a uma carta que a Conferência de Bispos Católicos dos EUA distribuiu recentemente junto com a Universidade Católica da América, que condenava a expansão dos assentamentos israelenses. A carta argumentava que a expansão dos assentamentos é “uma forte primária de violações dos direitos humanos dos palestinos”, sugerindo que os palestinos que vivem em Israel sofrem “uma ocupação militar prolongada” por judeus israelenses.

Padres e freiras podem se casar?

O Papa Francisco, notoriamente disse que o celibato clerical poderia mudar, pode estar prestes a colocar o assunto na pauta para um debate sério.
Assim afirma Clelia Luro, uma mulher de 87 anos cujo romance e eventual casamento com um bispo se tornou um enorme escândalo na década de 60. Sua história não impediu o Papa Francisco de ser seu amigo muito próximo, que lhe telefonava todos os domingos quando era cardeal chefe da Argentina, segundo reportagem da Fox News.
Aquela previsão pareceu estar se concretizando depois que o arcebispo italiano Pietro Parolin, núncio da Venezuela que foi recentemente indicado para ser Secretário de Estado do Papa, segundo no comando do vaticano, disse ao jornal venezuelano El Universal que o celibato do clero não é um dogma.
Traduzindo para fora da terminologia formal da Igreja Católica, com esse pronunciamento o arcebispo Parolin está sinalizando que o celibato para o clero não é um artigo obrigatório para a fé na qual todos os católicos praticantes devem acreditar, mas uma prática ou tradição que deveria ser aberta ao debate.

Traduzido por Luis Gustavo Gentil do original do WND: NO JOKE THIS TIME: IS THE POPE CATHOLIC?
Trechos da carta do Papa Francisco ao jornal italiano retirados deNews.va.
Fonte: www.juliosevero.com

Revista põe Cristo Redentor caindo na capa e critica economia do Brasil

A revista britânica "The Economist" voltou a estampar o Brasil na capa de sua edição para a América Latina e a Ásia. Com uma manipulação digital que mostra o Cristo Redentor afundando após um voo, a revista questiona: "Será que o Brasil estragou tudo?". A capa é uma referência da mesma revista, que, em 2009, mostrou o Cristo decolando como um foguete.
  • Capa da revista "The Economist" que será publicada nesta semana
  • Capa da mesma revista em matéria de novembro de 2009
A reportagem especial sobre o país ainda não foi divulgada. O texto, que deve ter 14 páginas, terá um debate com a correspondente Helen Joyce.
Em seu site, a "Economist" afirma que, desde 2011, o crescimento econômico do país está estagnado.
A revista cita os protestos de junho, e se pergunta se a presidente Dilma Rousseff vai conseguir recolocar o país nos eixos. Além disso, pergunta se a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos vão ajudar a recuperação do Brasil ou simplesmente trazer mais dívidas.

Brasil já foi o "queridinho" dos investidores

Em 2009, a mesma revista publicou uma capa especial sobre o Brasil. A imagem do Cristo Redentor voandosimbolizou um momento de amadurecimento da economia do país.
A revista "The Economist" disse na época que o Brasil era "a maior história de sucesso na América Latina".
A revista afirmava que o país deixava de ser uma promessa e começava a dar resultados, mas advertia que um dos riscos era  o excesso de confiança.
Em 2009, a "Economist" citou as descobertas de petróleo no pré-sal (águas profundas no litoral) e as exportações para países asiáticos como elementos que iriam estimular ainda mais o crescimento da economia brasileira nos próximos anos.

********************************************************************************************

De todos os lados, vemos sátiras disfarçadas (ou não) zombando de DEUS.
Quase em toda sua maioria, de países que deveriam defender o Cristianismo, tendo em vista sua história e origem.
Mas a APOSTASIA é descancarada! Tivemos filme destruindo o CRISTO Redentor e o pior...
Aqueles que deveriam se pronunciar contra, somam-se aos algozes:

Vaticano afirma que Jesus foi o primeiro a tuitar




Não tem como mais prolongar este mundo. 

De DEUS não se zomba. A quem tanto JESUS confiou irá EXIGIR!





A Síria ainda não está livre de uma guerra.


26/09/2013
- Assad vê chance de ação dos EUA na Síria mesmo com fim das armas

Americanos vão buscar 'pretextos' para atacar o país, disse à Telesur.
Potências tentam costurar acordo para desmantelar arsenal químico sírio.

O presidente da Síria, Bashar al-Assad, não descartou nesta quarta-feira (26) uma intervenção dos Estados Unidos contra seu país, apesar das negociações para que Damasco destrua seu arsenal de armas químicas.
"A possibilidade de um ataque dos Estados Unidos à Síria sempre estará presente. Em um momento sob o pretexto de armas químicas, em outros momentos por pretextos diferentes", disse Assad em entrevista ao canal Telesur.
"O importante é que há décadas os Estados Unidos estão transgredindo o Conselho de Segurança, violando a carta da ONU, a soberania das Nações, todos os valores humanos e morais."
"Se olharmos as guerras anteriores, as políticas dos Estados Unidos, ao menos a partir da primeira metade dos anos cinquenta, veremos que é uma política que vai de uma agressão a outra. Esta política não mudou e não vejo agora razão para que mude", disse Assad.
EUA e Rússia chegaram a um acordo, em 14 de setembro passado, para evitar uma ação militar americana na Síria em troca do desmantelamento total do arsenal químico do regime de Assad até meados de 2014.
fonte: G1

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Se os católicos não reagirem, temíveis perseguições sobrevirão para a Igreja Católica – Entrevista com o Arcebispo de São Francisco (Califórnia)

Dom Salvatore Cordileone, Arcebispo de São Francisco (Califórnia), prognostica nesta entrevista que se os católicos não reagirem, temíveis perseguições sobrevirão para a Igreja Católica, por pregar uma moral segundo os ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Dom Salvatore Cordileone, Arcebispo de São Francisco (Califórnia)
Dom Salvatore Cordileone,
Arcebispo de São Francisco (Califórnia)

Se o mundo católico não reagir, dias difíceis nos aguardam. Inúmeros fiéis já são perseguidos pelo “crime” de perseverar e defender a moral segundo a doutrina do Magistério da Igreja Católica. Mais difíceis ainda serão os dias daqueles que têm por obrigação combater a imoralidade infrene e as leis que viabilizam a prática do aborto e o “casamento” de pessoas do mesmo sexo.

Em entrevista concedida ao Sr. Michael Drake, membro da TFP norte-americana — e que Catolicismo reproduz nesta edição — o Arcebispo de São Francisco (Califórnia), Dom Salvatore J. Cordileone, responde, entre outras, a estas preocupantes questões: O que acontecerá com sacerdotes que pregam a verdadeira moral católica? Serão condenados? E com os pais de família que ensinarem a seus filhos que o matrimônio só deve ser entre um homem e uma mulher, em união monogâmica e indissolúvel, com vistas à procriação e educação da prole? Sofrerão eles análogas condenações?

Convém lembrar que, em conformidade com o Evangelho, é uma honra sofrer perseguição por amor à Justiça: “Se o mundo vos odeia, sabei que me odiou a mim antes que a vós. Se fôsseis do mundo, o mundo vos amaria como sendo seus. Como, porém, não sois do mundo, mas do mundo vos escolhi, por isso o mundo vos odeia. Lembrai-vos da palavra que vos disse: O servo não é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também vos hão de perseguir. Se guardaram a minha palavra, hão de guardar também a vossa” (Jo 15, 18-20).

Leia a entrevista completa em IPCO

(Revista Catolicismo, Nº 753, Setembro/2013)


A tragédia em Fukushima, no Japão. Longe de ter acabado.


Transcrevo relato do jornalista Harvey Wasserman, do site da revista The Progressive, editada nos EUA desde 1909:
“Quantidades massivas de líquidos radioativos estão vazando, através do reator destruído, para o Oceano Pacífico. E o que tem vazado é muito mais letal do que o ‘mero trítio’ que dominou as manchetes até agora”.
Não está aí apenas o alerta de uma publicação de esquerda. É a própria Tepco, proprietária e operadora de Fukushima, uma das maiores e mais avançadas empresas de tecnologia elétrica, que admite não poder controlar a situação, quase 30 meses após três dos seis reatores terem explodido.
Além de estar numa região propensa a terremotos e sujeita a tsunamis, os reatores estavam situados sobre um grande aquífero, fato ausente de quase todas as discussões sobre o acidente desde que ele ocorreu. Isto faz difícil imaginar não contaminada a água do lago subterrâneo e ora vazando.
Até hoje, a empresa e as autoridades regulatórias asseguraram que o único contaminante da água é o trítio primário, um isótopo relativamente simples, de oito dias de meia-vida, o que faz proliferar a ilusão de que não há muito com que nos preocuparmos.
Wasserman acrescenta: “relatos agora indicam que o vazamento em Fukushima também inclui quantidades substanciais de iodo radioativo, césio e estrôncio”.
Traços desses elementos, vindos de Fukushima, foram detectados em pescados na costa da Califórnia.
Ainda segundo o jornalista da The Progressive, “não é claro se o vazamento está ou não se acelerando. (…) Continua incerto o que ocorreu com os núcleos derretidos dos três reatores que explodiram. (…) Também é incerto o destino de centenas de toneladas de combustível nuclear acumulado precariamente num tanque suspenso no ar, 100 pés acima da Unidade Quatro”.
Como tudo que está ruim sempre pode piorar, sabe-se que autoridades japonesas falam em voltar a operar os 48 reatores que continuam fechados desde o acidente. A Tepco e outras empresas privadas querem evitar mais prejuízos, e pressionam pelo recomeço das operações em outras usinas.
Para Wasserman, “o que sabemos muito bem é que Fukushima foi a pior catástrofe atômica do mundo e está muito longe de terminar”.
A nós, brasileiros, resta lamentar por aqueles que estão no Oceano Pacífico, e agradecer por estarmos no Atlântico. Por enquanto.


Gráfico mostra nuvem de radiação em Fukushima





Agua de Fukushima contamina o Pacifico colocando milhoes de pessoas em risco, incluindo nas Americas



Fukushima-Contamination-Pacific-Ocean


Mais de dois anos desde a explosão nuclear que destruiu as instalações depois do terremoto e tsunami de 2011, o Oceano Pacífico está sendo envenenado diariamente com doses letais de substâncias altamente tóxicas. Segundo alguns analistas, milhões de pessoas estão em risco. Inclusive nas Américas.
Michael Snyder está entre os muitos pesquisadores que investigam as toneladas de resíduos tóxicos derramando a cada dia a partir de Fukushima há cerca de 750 dias, e continua a derramar, a cada segundo de cada minuto de cada dia, semana e mês. Em seu artigo "água radioativa de Fukushima está sistematicamente a envenenar o Oceano Pacífico",publicado originalmente no site The Truth em 6 de agosto de 2013, ele afirma que "uma enorme quantidade de água altamente radioativa está escapando para o Oceano Pacífico a partir das ruínas de a instalação nuclear destruída de Fukushima no Japão".
radioativoO artigo identifica trítio, césio e estrôncio como as substâncias tóxicas vertendo para o Oceano Pacífico e estão se espalhando por toda parte pelas correntes oceânicas, chuva e vento. Devido ao fato de que estas substâncias são tóxicas e são quase certamente na cadeia alimentar, então as pessoas que consomem frutos do mar contaminados oriundos do Oceano Pacífico provavelmente já estão contaminados e, possivelmente, aumentam os níveis de toxicidade, acumulando nos seus corpos.
Vamos ver o que o operador da usina, a TEPCO, ou Tokyo Electric Power Company, tem a dizer: o operador admitiu que desde maio de 2011, entre vinte e 40 triliões de becquerel de material radioativo tem derramado no Oceano Pacífico. Tanto para a linha oficial, que afirma até agora que a água contaminada foi contida nos tanques de retenção por baixo da usina.
E pior, há uma situação de emergência se desenvolvendo em um dos reatores e está girando fora do controle da TEPCO: A Entidade Reguladora Nuclear do Japão confirmou esta semana que material radioativo ultrapassou uma barreira de segurança. Em outras palavras, a TEPCO perdeu o controle da situação.
400 toneladas métricas de água, a cada dia, está sendo bombeada para o reator, água radioativa está entrando no mar, e estes elementos contêm substâncias mortíferas. Mas pior ainda – os níveis de materiais radioativos estão aumentando: os níveis de césio-134 subiram 90 vezes ao longo do fim de semana passado e de césio-137, aumentaram 86 vezes entre sexta-feira e segunda-feira, de acordo com a TEPCO.
Exatamente qual o nível de poluição no Oceano Pacífico é um mistério. Quando as pessoas começarem a morrer nas Américas, vamos descobrir.
Fonte: Pravda.Ru – por Timothy Bancroft-Hinchey

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Rock in Rio 2013

1- Desabafo  de Dom Adair José Guimarães, 
bispo diocesano 
de Rubiataba, GO ( em fratresinunum):

Depois das cenas de culto ao demônio no Rock In Rio de ontem [19 de setembro], ficamos a imaginar até que ponto chega a criatura humana na sua degradação espiritual e renúncia à imagem de Deus que ostentamos em nós. Fomos criados por Deus para “sermos elevados à sua glória”, como nos ensinou Santo Irineu no início do Cristianismo. É assustador o crescimento do culto satânico em nossos tempos que produz o caminho inverso no coração da pessoa humana.Há muito tenho alertado nossos jovens do perigo de se contaminarem espiritualmente com este mundo tenebroso de certas bandas de rock que fazem apologia ao satanismo e o praticam de forma ostensiva como vimos na festa do rock no Rio de Janeiro.
Satanás odeia a Cristo e sua Igreja. Desta feita não é de se espantar que seus agentes humanos, nesta terra, usem nossos símbolos católicos às avessas para veicular o “die irae” que é da essência do demônio, o ódio a Deus e ao seu Cristo e, consequentemente à sua Igreja.
Ghost-Rock-in-Rio-20130919-12-Ivan-size-598
A Sagrada Escritura e a prática da piedade cristã nos advertem do perigo do contágio dos crentes com estas realidades obscuras e carregadas de perigos para a alma. Quanto mal o rock satânico faz aos nossos jovens que, na falta de discernimento espiritual, acabam mergulhando nesse fosso. É fácil entrar, o difícil é sair e voltar à saúde espiritual de antes. Infelizmente muita gente que está nisso nunca conheceu a luz de Deus.
Esses satânicos são afigurados à covardia de quem eles servem. Abusam e escarnecem da Igreja Católica, dos nossos símbolos e das pessoas consagradas. Trata-se de um deboche que nos dói a alma, nos machuca nossa estima de pessoas de fé, pois desejamos a salvação dos jovens e nos custa ver a destruição de tantos que se tornaram presas do mal.
Uma vez conversei, no Rio de Janeiro, com um jovem de uma banda deste perfil, a pedido de sua mãe. Nunca antes e nem depois encontrei uma pessoa tão fria e distante. A realidade desses grupos é muito diferente da nossa, seja na linguagem, na compreensão e nos afetos. É um mundo distante da luz. É um mundo simplesmente tenebroso que causa pavor.
São Miguel Arcanjo e todas as Milícias Celestes, vinde em nosso auxílio e auxilia-nos no combate ao mal.

Veja também: 


2- Rock in Rio termina com grito de
 “o mal permanece para sempre”(em gospelprime)

Rock in Rio termina com grito de “o mal permanece para sempre”

O grupo inglês de heavy metal Iron Maiden encerrou o festival Rock in Rio, que teve público total de 600 mil pessoas. Às 0h10 desta segunda, iniciou sua apresentação, que segundo o jornal Estado de São Paulo “parecia anunciar mesmo o Apocalipse”.

Na introdução surgiram imagens nos telões mostrando destruição de forças da natureza. Logo depois, apareceu Jesus Cristo em um crucifixo prestes a incendiar. O vocalista, Bruce Dickinson, instigava o público a cantar junto músicas conhecidas como “The number the beast”, cujo letra anuncia “Ai de vós, ó terra e mar/ Pois o demônio envia a besta com ódio/ Porque ele sabe que o tempo é curto/O ritual começou, o trabalho do satanás está feito/ 666, o número da besta/ Está havendo sacrifício esta noite”.

Durante mais de uma hora, a banda tocou acompanhada pelo seu famoso “mascote” Eddie, um morto-vivo que aparecia soltando fogo pelo crânio nos telões atrás do palco. Perto das duas da manhã, encerrou-se o Rock in Rio 2013 com o Iron Maiden anunciando na última música “O mal permanece para sempre/ O mal que os homens fazem permanece para sempre!/ Círculo de fogo, meu batismo de alegria parece terminar/ A sétima ovelha morta, o livro da vida está aberto diante de mim”.

Mas esse não foi o único momento de trevas no espetáculo. No final da noite de domingo, quem estava no palco era a banda Slayer. Segundo o site Globo.com “O inferno não é mais o mesmo, mas continua cozinhando como sempre. Sem o ídolos Jeff Hanneman (morto este ano), o Slayer aterrorizou os fãs no último dia de Rock in Rio neste domingo com o peso e a velocidade que se esperava”.

Entre as músicas mais conhecidas, estava “Disciple”, onde o vocalista grita “God hates us all” (Deus odeia a nós todos). O final da apresentação que teve o símbolo satanista do pentagrama no telão de fundo quase o tempo todo, foi com “Angel of Death”, que diz “Podre anjo da morte/ Voando livremente/ Monarca do reino dos mortos/ Infame sanguinário/ Anjo da morte”.

3- Padre Paulo Ricardo responde às críticas 
sobre um vídeo onde ele fala sobre o  Rock in Rio de 2011 
e esclarece o porque que não devemos fazer parte dessa cultura (em padrepauloricardo)
Mais que esclarecimento, são 30 minutos, onde um sacerdote mostra que ama a Cristo e Sua Igreja verdadeiramente e quer alertar com sinceridade e Verdade, assim como um pai quer mostrar a verdade para seu filho. Vídeo com um final emocionante!!


segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Padre refugiado no Líbano, denuncia cruzada contra cristãos na Síria

Na cidade libanesa de Zahle, o religioso Nader Jbail usa uma rádio para confortar irmãos de fé, obrigados a sair do país em função do conflito.
O padre Nader Jbail, cristão ortodoxo nascido em Damasco, usa uma rádio local para confortar os irmãos de fé Foto: Rafael Belincanta / Especial para Terra



O padre Nader Jbail, cristão ortodoxo nascido em Damasco, 
usa uma rádio local para confortar os irmãos de fé
Foto: Rafael Belincanta / Especial para Terra


R.K, 37 anos, é uma cristã que vivia em Homs, cidade ao norte de Damasco, palco do início dos conflitos na Síria. Ela fugiu para o Líbano com os filhos depois de ter sua casa invadida, saqueada e praticamente destruída pelos rebeldes. Rebeldes que, segundo ela, usavam bombas e metralhadoras, e eram na maioria estrangeiros.


"Aquilo que se fala é uma coisa, aquilo que eu vi em Homs é outra. Vimos tudo diante dos nossos olhos. Manifestações, gritos de ordem contra o regime, ataques contra as nossas casas, ataque contra os cristãos, queriam que todos os cristãos e os alauítas (grupo muçulmano do presidente Assad, minoria na Síria) fossem embora da Síria. Aqueles que retornaram às nossas casas para pegar alguns pertencem foram mortos, homens e mulheres", diz.


“Existe um plano para expulsar todos os cristãos para islamizar todo o Oriente Médio”, defende o padre Nader Jbail, cristão ortodoxo nascido em Damasco. O "Terra" encontrou o padre Nader um dia após seu retorno da capital síria, onde mantém contatos e vai visitar a família. "São três os pontos principais cujas consequências estamos vivendo aqui. O primeiro: petróleo e gás; segundo: os cristãos devem deixar o Oriente Médio; terceiro: a linha vermelha de Israel. Para o primeiro e o terceiro, encontra-se sempre uma solução. E para os cristãos?", questiona.






A cidade de Zahle, no Líbano, é o último reduto cristão antes da fronteira com a Síria. A diferença entre as religiões se vê na disposição da cidade: de um lado estão os cristãos e, de outro, os muçulmanos. Lá, o padre Nader é diretor da emissora cristã Swat el Sama e usa as ondas de rádio para levar conforto aos refugiados cristãos, sem dar notícias de conflitos ou ataques. Entretanto, padre Nader testemunhou muitos ataques pessoalmente, além de ouvir os relatos dos refugiados.
Estátua de Nossa Senhora, em Zahle Foto: Rafael Belincanta / Especial para Terra
Estátua de Nossa Senhora, em Zahle
Foto: Rafael Belincanta / Especial para Terra
"Ultimamente os rebeldes muçulmanos não têm concentrado os ataques contra locais do governo, contra exército sírio. O que existe é uma verdadeira cruzada contra os cristãos. Basta ver um dos últimos, quando a cidade de Maalula foi assediada, simplesmente por ser um reduto cristão", diz.

Fonte: Terra