sexta-feira, 13 de setembro de 2013

o papa em que: todo mundo se salva, até ATEU.



***escrito de propósito o início do título com letra minúscula.



O papa Francisco resolveu escrever no jornal italiano La Reppublica em resposta a um ateu conhecido da Itália chamado Eugenio Scalfari, que é conhecido esquerdista italiano, fundador do jornal e membro de partidos socialistas radicais. Scalfari havia escrito que gostava de saber do Papa se ateus poderiam ir para o Paraíso.

Bom, a Doutrina da Igreja Católica já responde a esta pergunta, e diz que aqueles que não tiveram acesso a Deus, que não conhecem Cristo nem a Igreja pode ir para o Paraíso pela misericórdia divina se seguirem os bons preceitos do direito natural. Mas aqueles que conhecem a Cristo e a Igreja só chegam ao Paraíso seguindo os ensinamentos de Cristo propagados pela Igreja Católica .


Mas o Papa resolveu responder de uma forma que pareceu que ele está dando apoio ao ateísmo e ao agnosticismo. Foi assim que pareceu ao jornal The Telegraph, por exemplo.

O texto do jornal está em italiano, daí eu usei o "Googel Translate" para não ficar refém do que falou o The Telegraph.

Ao ler, vi que as palavras do Papa são na busca do diálogo com o ateu, mas elas acabam fragilizando realmente a Doutrina Católica. O Papa não diz, mas parece estar dizendo: "olha eu encontrei a verdade em Cristo, mas você pode encontrar a verdade usando a consciência".

Vou traduzir aqui as partes que levaram a muita gente a ficar chateada(para quem acredita neste papa) com as palavras do Papa, comoPatrick Archbold que diz que pelas palavras do Papa é melhor ser ateu para se chegar ao Paraíso.

Diz o Papa Francisco (traduzo em azul):

A misericórdia de Deus não tem limites se você vai para ele com coração sincero e contrito, a questão para aqueles que não acreditam em Deus é obedecer a sua consciência. Pecado, mesmo para aqueles que têm fé, existe quando se vai contra a consciência. Ouvir e obedecer a consciência, de fato, decide o que é percebido como bom ou ruim. E sobre a decisão de agir bem ou mal.

Este parágrafo do Papa Francisco é realmente terrível em termos teológicos!!

A consciência humana não pode ser o determinante das ações, pelo simples fato da consciência ser humama, frágil, propensa ao erro. Só Cristo determina o que é certo e errado.

Depois o Papa Francisco ainda diz:


A verdade para a crença é cristã é o amor de Deus em Jesus Cristo. Então, a verdade é uma relação! Neste sentido, cada um pega o que recebe e expressa isto na história e cultura em que vive. Isto não significa que a verdade é subjetiva e variável, longe disso. Mas significa que ela nos dá sempre um maneira de viver. Jesus mesmo disse "Eu sou o caminho, a verdade e a vida". Em outras palavras, a verdade é no final das contas amor, ela requer humildade e abertura a todos. Portanto, nós devemos entender bem o outro que nos opõe. Eu acho que há uma necessidade para se ter um diálogo pacífico e construtivo."


Neste parágrafo, fiquei feliz que o Papa lembrou que Jesus é caminho, a verdade e a vida. Faltou apenas lembrar que ninguém vai ao Pai senão por Cristo, como o próprio Cristo falou. E acho que a ânsia de diálogo do Papa fragiliza o caminho de Cristo.

O que vocês acham?

Muita gente não se apegou ao texto, apenas ao fato de um papa respondendo a um ateu no jornal e gostou do fato, como John Allen Jr.

O Padre Z lembrou disse que não é dentro de jornais que devemos ler a Doutrina da Igreja, mas discute o que o Papa escreveu tentando defendê-lo.

Bom, fico com um comentário de Archbold em seu blog: "o problema é que quase toda semana estamos discutindo o que o Papa quis "realmente" dizer".

É verdade, ao que parece o Papa Francisco é frágil em matéria teológica relativamente aos seus antecessores, Papa João Paulo II e Papa Bento XVI, e na sua ânsia de ser humilde e de dialogar vai deixando pedaços da doutrina pelo caminho.

fonte: thyselfolord.blogspot


____________________________________________________________


Palavras em itálico são minhas, um dos autores desse Blog

E mais: 
o papa não é ingênuo e muito menos "ignorante" em termos de teologia ou sobre os Dogmas da Igreja Católica.
Se assim o fosse, na época de sua eleição, ele não teria sido empossado.
Digo empossado, porque nos bastidores é que lá ele foi escolhido pelo seu currículo.
Quem nos dá garantia disso é JESUS em uma das Mensagens da Palavra Viva de DEUS.
Outra; a cada semana ele vai minando os dogmas de uma forma 'divertida' ou 'inusitada', assim como preferem descrever os jornais e periódicos com cada fato pelo qual ele fala ou escreve.

Um papa que coloca uma bola de plástico em cima do altar mor, sem nenhum respeito ao Sagrado e ainda sim, muitos o intitulam como 'humilde' e 'homem simples', se esquecem das palavras que estão no Evangelho:


Gálatas, 1

6. Estou admirado de que tão depressa passeis daquele que vos chamou à graça de Cristo para um evangelho diferente.
7. De fato, não há dois (evangelhos): há apenas pessoas que semeiam a confusão entre vós e querem perturbar o Evangelho de Cristo.

8. Mas, ainda que alguém - nós ou um anjo baixado do céu - vos anunciasse um evangelho diferente do que vos temos anunciado, que ele seja anátema.
9. Repito aqui o que acabamos de dizer: se alguém pregar doutrina diferente da que recebestes, seja ele excomungado!

10. É, porventura, o favor dos homens que eu procuro, ou o de Deus? Por acaso tenho interesse em agradar aos homens? Se quisesse ainda agradar aos homens, não seria servo de Cristo.


Postar um comentário