quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Primeiro Sacrário




A primeira que comungou foi a Virgem Maria.
A primeira que recebeu Jesus no coração.
A primeira que anunciou foi a Virgem Maria,
E gerou na fé o profeta que de Izabel nasceu


Foi por ela que aconteceu a primeira adoração.
E quando os magos a encontraram,
Houve a primeira grande exposição.


Mãe capela do Santíssimo, Sacrário do amor.
Expõe para nós teu filho.


Mãe capela do Santíssimo, Morada do Senhor.
Expõe para nós teu filho
Primeiro ostensório do Senhor!

(Música: A primeira que comungou - Toca de Assis)


*****


Mensagem recebida pelo Confidente Católico Bento da Conceição – Taquaras – Balneário Camboriú – Santa Catarina – Brasil

O Amor Materno

20/07/2000

Como o leite branco, que sustenta milhões de criancinhas e adultos, a Pureza de uma Santa Admirável é muito mais, diante de Seu Filho, pois foi d'Ela que Jesus, por algum tempo, em Seu Seio buscou Seu primeiro alimento. Na primeira vez que Jesus experimentou o Leite de Sua Mãe, viu que, além do Seu Grande Poder, tinha criado uma Criatura tão dócil, tão linda, tão meiga e
tão pura. Este nome "Maria" só não pode ser mais do que Deus, mas abaixo d'Ele outra criatura não é senão Ela. 
Maria faz a segunda parte depois do Corpo de Jesus que é dado pelo Santo Sacramento. É como Ele disse: Quem come da Minha Carne e bebe do Meu Sangue terá vida eterna (Jo 6,54) mas, se vier rejeitar do Leite de Minha Mãe, não poderá ter parte Comigo. Assim como vossos filhinhos precisam do leite de sua mãe, que é o primeiro alimento, também da Virgem Maria, até hoje, derrama sobre a terra este Leite que sai de Suas mãos, onde os olhos da humanidade não conseguem enxergar, por se tratar de um Santo Mistério que será revelado só depois, na outra vida.

"Mãe" – este nome é tão sagrado que seu Criador o pôs para não se ter rima. Ela foi escolhida para ser a Rainha deste século e também na outra vida, depois da segunda Vinda de Jesus, onde Seu primeiro alimento veio d'Ela, por ser o mais puro, sem ter a mancha do pecado original. De Seu Seio, quando o Menino Deus se alimentara, sentiu um Amor tão puro do qual ainda não tinha experimentado. Foi o momento mais Sagrado, quando Seu chorinho dizia: "Mamãe, estou com fome". E Ela tão logo deu Seu Seio para Jesus Menino receber Seu primeiro alimento. Nesta hora todos os Anjos deram "Glória a Deus". Foi o maior acontecimento que a terra recebia desde que Javé criou tudo. Outro fato igual a este não teve.


Quem vier rejeitar o amor materno de Sua Mãe, ama a morte (Prov. 8, 32-36), porque o Primeiro Sacrário d'Ele foi Maria, e d'Ela usou tudo que precisava: Seu "Sim", Seu carinho, Seu amor, Seu sangue, Sua proteína, e, de Seu Leite Sagrado, Seu primeiro alimento. Então, irmãos em Cristo, vivam o Pentecostes, mas não desprezem Sua Mãe por nada deste mundo.


Eu sou Elias, onde o filho deste irmão, que é meu irmão também, veio me homenagear junto com Jesus, Moisés, Pedro, Tiago e João; quadro este que diz tudo: O amor que tem por Nós esta família.*

Elias

* Este último parágrafo refere-se ao quadro da transfiguração pintado na parede da Nova Capela na casa do Sr. Bento pelo seu filho João Batista.

Informações: (0xx47) 3169-1316

Postar um comentário