quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Mensagens da PVD: 16,17 e 18 de Agosto


Mensagens recebidas pelo Confidente Católico Bento da Conceição – Taquaras – Balneário Camboriú – Santa Catarina – Brasil. Informações: (0xx47) 3169-1316


Este documento é muito sagrado
16/08/2015

Sorriso – MT 
(Residência do sr. Clodoaldo e 
Anísia Dantas de Oliveira)




Senhor Jesus querido, posso perguntar a estatura do Senhor, se foi claro ou moreno, e de seus cabelos, a cor?

Meu filho Pedro II, uma boa pergunta merece uma boa resposta. Até hoje, nunca houve esta pergunta, mas, como és meu último profeta, posso te dizer antes que chegue a Minha hora. Um presente desta natureza precisaria para ter um fiel amigo, que um Pai não esconde a um filho por Mim muito amado. Junto dos Meus Apóstolos, nenhum deles tinha a estatura que Eu tenho. Na terra em que Eu Nasci: Jerusalém, quando por Maria, Minha doce Mãe, recebeu pelo poder do Espírito Santo Meu Santo Espírito, era e Sou a figura mais destacável diante dos homens. Não precisei usar o que hoje vocês usam para falar, Minha voz era como fosse um eco, onde todos podiam ouvir. De longe e de perto, tudo era igual, se ouvia tudo o que Eu falava, como vocês também serão assim depois que estiverem com o corpo incorruptível. Não mais irão precisar de qualquer tipo de embarcação ou documento para viajar.

Jesus, a Sua altura?

Um metro e noventa e dois. Meus cabelos eram escuros e caíam sobre os ombros. Meus olhos são verdes claros. Minha veste era branca como a neve, em uma só peça. Minhas sandálias foram
feitas de coro especial. Em Meus desígnios de Rei, para os homens, Eu era uma pessoa totalmente diferente, porque de Mim saía um perfume inigualável, que fazia as pessoas sentirem força e vontade de viver. Por isso, Meu filho, este pouco Estou te mostrando, que diante de Mim és uma pessoa que não sente cansaço, com estes teus oitenta anos. Por algum pouco tempo mostrarás quem Eu Sou, porque Minha hora já está quase chegando para Estar junto com todos os que vêm Me ouvindo e Me obedecendo. Este documento é muito sagrado, Meu filho Pedro II. Guarde-o bem, como sempre fazes com as outras.



Menino Deus e Pedro II

*****


É esta a Minha biografia

17/08/2015

Sorriso – MT 
(Residência do sr. Clodoaldo e 
Anísia Dantas de Oliveira)




Santa Mãe de Deus e nossa também, ontem eu perguntei a estatura de Jesus e Ele me respondeu. A Senhora poderia me dizer a Sua?

Na tua frente já estive, até no teu colo também, que para Mim foi um momento tão feliz, de estar junto de ti, em pessoa, fisicamente. Mas, por ordem de Meu Santo Filho Jesus, que não desse motivo algum de que era Eu, Maria, Sua Santa Mãe. E hoje posso te dizer o que Eu não falei naquele dia. Teu gesto para Comigo, foi o momento mais importante, sim, porque foi a primeira vez que um pequeno homem me teve nos seus braços. Que momento de alegria! Sabendo que cantas para Mim tão lindo! José, Meu esposo, te admira tanto, que Jesus permitiu cantar contigo naquela gravação, e hoje, Jesus também Me permitiu de te dizer a Minha estatura. Da parte feminina, no meio das outras mulheres, Eu era a pessoa que, na frente delas, podiam ver que Eu era uma pessoa especial, porque em Meu ventre carregava O Filho de Deus, e Ele escolheu uma simples Serva, para que viesse ao mundo por uma mulher não muito alta e nem baixa. Quando grávida fiquei, estava Eu com 19 anos. Era e Sou a mais pura de todas as mulheres, porque se tratava do primeiro Sacrário d’Ele. Como agora, de Seu lugar está sendo retirado, as forças da natureza já não aguentam mais como era.

Eu, Meu filhinho Pedro II, tu viste como é o Meu cabelo, o Meu rosto, Minha veste. Sentiste que Eu era uma mulher diferente. E
Sou, porque Me sinto triste ao ver as mães quererem dar à luz os seus filhinhos, com tão pouca ajuda, por serem pobres. Nesta hora, Eu Me ponho a ajudar, porque também precisei de José, Meu esposo carnal, e não espiritual, O Espírito Santo é que foi o Meu Esposo legítimo. Agora compreendes porque só estavam Jesus e Eu junto de ti, naquele dia em Medjugorje. A Minha altura: 1,65cm; cabelos pretos; também Meus olhos, que tu não viste, são castanhos, puxando para um verde claro; Minha pele é como Me viste: morena clara; Minha veste, depende de como deve ser. Num momento como aquele, quis te mostrar que no meio dos pobres, Me sinto humilde, porque fui humilde também. É esta a Minha biografia.



Maria de Nazaré e Pedro II

*****

A Família mais feliz da Face da Terra

18/08/2015

Sorriso – MT 
(Residência do sr. Clodoaldo e 
Anísia Dantas de Oliveira)




Santa Mãe de Deus, quando José começou a gostar da Senhora, é verdade que uma varinha em sua mão, ela floresceu?

Sim. Um sinal dado por Deus de que ele foi o homem escolhido no meio de tantos que gostavam de Mim. Tua mulher também, no meio de tantas, ela era a escolhida, por rezar tanto para ser tua mulher. Veja que Deus escolhe a pessoa para servir a Ele, como Eu, Maria, já estava nos planos d’Ele, desde que Deus é Deus. Não poderia ser outra, porque Eu fui a primeira Mulher de Sua Criação, como todas as coisas foram criadas por Ele. Este mistério é muito grande e sagrado.

Mãe querida, São José era alto ou baixo? Foi um exemplo de homem, ou, regular? O namoro com a Senhora foi como é hoje? José era carinhoso com a Senhora?

Jamais ele Me fez sofrer. Sempre sorridente e alegre para Comigo. Só teve uma pequena tristeza, quando grávida fiquei, por não entender, mas tão logo ele Me aceitou. Dito por um Anjo, tão logo voltou para Mim. Tudo o que Eu precisava, nada Me faltava. Carinho para Comigo era como tivesse uma flor mais linda em seus braços. Tudo aquilo Me confortava. Era e é um homem perfeito.

Santa Mãe de Deus, São José, que altura ele tinha?

Um metro e oitenta. Cabelos compridos, igual a Jesus, não. Barba, tinha, mas não grande, e sim, sempre bem feita. Do seu serviço como carpinteiro, usava sempre um avental marrom claro. Suas ferramentas não eram como as de hoje, era tudo diferente.

Mãezinha, é verdade que Jesus ajudava a ele na sua carpintaria?

E como ajudava! Como também adiantava no seu serviço.

São José, Mãezinha querida, era de dar presentes para a Senhora?

O maior presente que ele Me deu foi sua dedicação para Comigo.
Homem justo e carinhoso, não fazia nada para Me ofender. Tudo era como Eu queria, sem tocar em Mim, porque já sabia que Eu carregava Comigo O Filho de Deus.

Doce Mãe, no dia em que a Senhora teve O Menino Deus, ele ajudou a Senhora a ter O Menino?

Sim. Dor Eu não tive, como as mães têm.

E São José, quando viu O Menino, o que ele disse?

Suas palavras foram reconfortantes. O abraçou, beijou, e chorou de tanta alegria. Juntos, Nós dois falávamos: agora somos a Família mais feliz da Face da Terra.



Rainha do lar, São José e Pedro II

*****

Postar um comentário